Li Jinyuan: "O foco do mundo agora está na China. E o TIENS está incluído nisso"!

This post was originally published on this site

PEQUIM, 16 de abril de 2018 — O encontro econômico internacional com a assinatura da China – a Conferência Anual Fórum de Boao para a Ásia 2018 terminou oficialmente em 11 de abril. Com o tema “Uma Ásia aberta e inovadora para um mundo de ainda mais prosperidade”, Li Jinyuan, presidente do Tiens Group, foi convidado a participar do Fórum, onde afirmou que do mesmo modo que a economia mundial está de olho na China, a China está de olho no mundo também. A iniciativa Cinturão e Estrada proporcionou à empresa uma plataforma aberta para atrair a atenção de todos os setores para a China.  

Li Jinyuan afirmou, tomando Hainan como exemplo: “Se Hainan puder almejar o plano de proteção ambiental e turismo de saúde, a região certamente criará milagres no futuro. O Tiens sempre se preparou para qualquer oportunidade e aproveitará a atual tendência para acelerar esta preparação”. O Grupo está na vanguarda da globalização há muito tempo. Sua experiência acumulada ao longo dos anos vai enormemente afetar o desenvolvimento global de longo prazo das empresas. “Em resposta a esta iniciativa, nós as estamos incentivando a aproveitarem esta oportunidade para tornarem-se mundiais. Esta é a melhor maneira de proativamente enfrentar o mundo”.  

Jinyuan destacou que “O Tiens Group é uma empresa internacional e a iniciativa Cinturão e Estrada é como um motor para iniciar sua globalização”.

O presidente do Tiens Group compareceu à Conferência Anual Fórum de Boao para a Ásia 2018 como um empreendedor excepcional, para participar de fóruns subjacentes “somente para convidados”: em 9 de abril, ele juntou-se à Rota Marítima da Seda do século XXI: Cooperação Econômica da Ilha, mesa redonda de governadores/prefeitos da ASEAN-China e sessões com o tema Redefinir o empreendedor e o empreendedorismo, com importantes líderes empresariais do mundo. Li Jinyuan também foi convidado a participar do Diálogo CEO Japão-China, em 10 de abril, como um dos dez empreendedores escolhidos para a delegação da China. Ele compartilhou a estratégia global do Tiens e as bem-sucedidas experiências com a iniciativa Cinturão e Estrada alcançadas pelo grupo.  

Pan Haiping, um ícone de mídia e gerente-geral adjunto do Gabinete do Gerente-Geral da Agência de Notícias Xinhua, disse que a cerimônia de abertura da Conferência Anual Fórum de Boao para a Ásia 2018 revelou que a iniciativa Cinturão e Estrada é originalmente da China, mas as oportunidades e conquistas que criam pertencem ao mundo.

Haiping acredita que, como uma marca chinesa profundamente envolvida no mercado internacional, o Tiens Group representa uma das empresas da China que está se tornando global. O Tiens Group foi fundado em 1995 e entrou no mercado internacional em 1997. Após o lançamento da iniciativa Cinturão e Estrada, sua resposta foi imediata, e o Grupo abriu novos mercados em 37 países e regiões, dentre eles, os Estados Unidos, a Austrália, a França, a Itália, a Espanha, a Coréia do Sul, os Emirados Árabes Unidos e as Filipinas. Atualmente, o Grupo Tiens tem negócios em 190 países e regiões do mundo, além de fundar filiais em 110 países e regiões e formar alianças estratégicas com empresas excepcionais. O grupo criou a referência do setor para que empresas chinesas “globalizem-se” com sucesso.  

De acordo com o tema e espírito da conferência, Cui Xiaolin, editor-chefe do China Economic Weekly, People's Daily, disse que a Conferência Anual Fórum de Boao para a Ásia 2018 é a primeira atividade diplomática promovida pela China este ano, e que líderes chineses dão a ela muita importância. É também um novo ponto de partida, com inúmeros chefes de estado e lideres empresariais mundiais participando em maior número do que nos anos anteriores. Ele disse que, da perspectiva da Ásia, a China está enfrentando o mundo em nome de todo o continente e alcançou novo patamar nesta nova era.

Cui Xiaolin acredita que a China se tornou a líder econômica do mundo, especialmente com o lançamento da iniciativa Cinturão e Estrada. A China levou países ao longo da rota ao desenvolvimento, o que também ajudou tremendamente no seu crescimento econômico. Ele enfatizou que o desenvolvimento da iniciativa Cinturão e Estrada não somente é uma busca por oportunidades de negócios, mas também uma missão de representar as empresas chinesas que vão colocar os pés na arena mundial, o que permite que o mundo veja a participação da China. Um indicador a mais disto é a participação do Grupo Tiens na iniciativa Cinturão e Estrada.

Links para os anexos das imagens:
http://asianetnews.net/view-attachment?attach-id=310274  

FONTE Tiens Group

SOURCE Tiens Group

Recommended For You

mm

About the Author: Sidney Martin

Sidney Marin Is a researcher and law student at York University (TORONTO). He has worked as the Director of the Graduate Lawyering Program. He worked for American law firms in Moscow, Russia for three years. Hegraduated from Columbia Law School, Columbia School of International and Public Affairs and Harvard College. He research interest is in human rights and health law, with a particular focus on the law and policy of vaccination.